Nos acompanhe - Assine o nosso feed e a nossa newsletter

Gostou da INFORESGATE? Nos Acompanhe - Assine o nosso FEED RSS ou a nossa newsletter! E fique sempre informado! :)

Assinar o feed

terça-feira, 19 de julho de 2011

Resolva o BUG misterioso de áudio no iPAD

Seu tablet parou de reproduzir sons sem nenhum motivo aparente? Tudo bem, a solução pode ser mais simples do que você imagina.

Recentemente, meu iPad começou a exibir um problema estranho de áudio. Na maior parte do tempo, o som do iPad sumia. Só era possível escutar som em alguns aplicativos, como GarageBand. E ao acessar a opção Alarme e Alertas, em Ajustes, o som também era reproduzido. Mas em quase todos os outros apps o som sumia ou tocava por um ou dois segundos e depois parava.
Tentamos aumentar o volume ao máximo pelo botão físico de volume do iPad, mas isso não teve nenhum efeito. O som continuou ausente nos mesmos locais. De forma geral, esse comportamento foi muito parecido com quando você coloca o iPad no modo Mudo (Mute). Mas ninguém tinha feito isso com esse iPad, ao menos não recentemente. Na verdade, a Chave Lateral estava configurada para funcionar como Trava de Rotação, não do Mudo.
A solução para esse problema acabou sendo fácil (e um pouco embaraçosa). O iPad havia sido colocado no mudo Mudo pela Chave Lateral há algumas semanas, antes de mudar o funcionamento da Chave para Trava de Rotação. Isso deixou o tablet no modo Mudo sem uma chave física ou botão para mudar essa configuração.
Para trazer o som de volta, bastou selecionar novamente a opção Mudo em Ajustes e então certificar-se de colocar a chave “Mudo” na opção correta (que nesse caso é “não-mudo”). Pronto, o áudio voltou. Agora já é possível configurar a trava lateral de volta para a configuração de Trava de Rotação sem perder nenhum som.

iPad 2 chegou ao Brasil no final do último mês de maio


Abraços,
Ricardo Aguero

GPS com "rotas inteligentes" no TOMTOM

Lembro que meu antigo chefe me pediu uma versão desse software da net para colocar em seu celular...consegui e funcionou perfeitamente...rs...então to botando aqui essa notícia para quem utiliza esse GPS...

Três modelos da série Via chegam ao Brasil com novos recursos. Entre eles o IQ Routes, que indica via mais rápida com base no status do trânsito.

A TomTom apresentou hoje (19/7) a linha Via, composta por três dispositivos de navegação, o 1400T, com tela de 4.3 polegadas, o 1500 e o 1530, ambos com cinco polegadas. Algumas inovações foram inseridas nos modelos. O principal diferencial, aponta Elias Kabeche, diretor regional da TomTom para a América Latina, está na tecnologia IQ Routes . “Ela avalia as rotas com base na velocidade do trânsito, em vez de identificar os limites de velocidade das ruas, e sugere a rota mais rápida”, explica.


De acordo com o executivo, inicialmente, essa funcionalidade estará disponível para as cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte. Ele, no entanto, afirma que a companhia está trabalhando para inserir outras localidades e levar essa facilidade para mais pessoas. “O motorista é a nossa prioridade, por isso, apresentamos os melhores mapas, rotas, conteúdo e segurança”, aponta.

Outra inovação agregada foi a Lifetime Traffic Updates. Disponível no modelo 1400T, em caso de acidentes ou outros problemas identificados na rota, o GPS alerta o condutor, que pode imediatamente refazer o caminho.

Algumas das particularidades do Via 1530 é o recurso Bluetooth e o reconhecimento de voz. “Conectado a um telefone móvel, é possível efetuar e receber chamadas, acessar a lista de contatos sem precisar tocar no aparelho. Uma adição importante de segurança”, assinala.
Kabeche diz ainda que os dispositivos estão mais finos e o suporte, antes disponibilizado separadamente, foi integrado ao aparelho. “Com isso, o usuário ganha facilidade no posicionamento do GPS no painel ou para-brisa. Além disso, ao mudá-lo de posição, a imagem na tela é reorientada”, afirma.
Os modelos ganharam interface mais amigável, segundo o executivo. E os mapas estão mais precisos, pontua. Agora, o aparelho indica o nome da próxima rua que você deve virar. Antes, as instruções apenas falavam sobre a quantidade de metros que a próxima ação deveria ser realizada. “Muita gente já deve ter pedido a entrada ou o caminho. Mas eliminamos esse desafio, já que o GPS dá instruções curva a curva”, garante.

Na rota certaO diretor regional da TomTom para a América Latina explica ainda que para disponibilizar essa inovações, o time de desenvolvimento da companhia trabalhou de um a dois anos. Para viabilizar essas novidades, a empresa ouve constantemente seus consumidores e realizou ainda uma pesquisa neste ano em 14 países para identificar as necessidades dos usuários. “Verificamos que 70% dos entrevistados preferem um aparelho portátil no carro e 30% integrado ao veículo. Por isso, investimos em melhorias nos dispositivos de navegação”, diz.

Ao trazer os produtos para o Brasil, que já estavam disponíveis em alguns países, Kabeche diz que a expectativa é manter a liderança no Brasil. “Oportunidade do mercado brasileiro é muito grande. São 33 milhões de carros no País e a penetração de GPS por aqui é inferior a 2%. Nos Estados Unidos, mais de 25% já uso o aparelho e na Europa, 60%”, avalia.

Ele informa que os produtos estarão disponíveis no mercado a partir da próxima semana, com preços que variam entre 699 reais e 899 reais. O executivo lembra ainda que os modelos possuem 1,604 cidades navegáveis do País e caso o usuário queira fazer a atualização dos mapas deverá pagar uma taxa de 39 dólares a cada trimestre.

Para efetuar a atualização, prossegue, não é preciso instalar o software na máquina. “Agora fica na nuvem a partir do My TomTom, que funciona para a nova linha de produtos. O TomTom Home ainda vale, mas para os modelos anteriores”, finaliza.

Abaixo um vídeo (inglês) para melhor entendimento:


Test Tomtom XL IQ Routes Edition por inforesgate

Fonte: PC World

Abraços,

Ricardo Aguero

Gerencie o Gmail pelo G+


Native Gmail for Google Plus para Chrome é uma extensão inteligente que funciona discretamente para o usuário gerenciar seus e-mails diretamente do Google+. Tudo isso a partir de um botão igual ao de notificações, com o objetivo de facilitar a filtragem de conteúdo.
O funcionamento da ferramenta é bem simples. A partir do botão localizado na barra superior do serviço, o usuário sabe se existe alguma mensagem nova em sua caixa de entrada do Gmail. Então, ao clicar sobre ele, pode visualizar o título e o início da mensagem. Além disso, a extensão conta com opção de tempo para checagem da caixa de e-mail a fim de facilitar a configuração do complemento.
Porém, existem pontos que precisam ser melhorados. Por exemplo, ao clicar para ler alguma mensagem, a extensão direciona o usuário a outra aba do navegador. Seria mais eficiente caso fosse possível visualizar até mesmo o conteúdo do e-mail a partir do Native Gmail for Google Plus para Chrome.

Um vídeo para melhor entendimento do assunto:



Fonte: INFO

Abraços,

Ricardo Aguero

Publicidade com links do Google+ tá proibido no Facebook


E a briga continua...

O Facebook retirou do ar uma peça de publicidade promovendo um link para o Google+ de um usuário chamado Michael Lee Johnson que se descreve como geek e desenvolvedor de aplicativos. Johnson criou uma chamada para informar aos visitantes de seu perfil que ele estava como um novo cadastro na rede social rival, o Google+. Minutos depois de entrar no ar, o Facebook não só retirou a propaganda como proibiu o usuário de utilizar o sistema de publicidade da rede social novamente, diz o RWW .
"Se você tem a sorte de ter uma conta no Google+, adicione Michael Lee Johnson, geek de internet, desenvolvedor de aplicativos e virtuoso tecnológico", dizia o anúncio.
A peça publicitária era paga e mesmo assim foi retirada do ar cerca de uma hora depois, pois estaria violando as regras de uso do serviço de publicidade do Facebook.
"Sua conta foi desativada. Todos os seus anúncios foram suspensos e não devem ser publicados novamente", dizia a resposta do Facebook por e-mail, que Johnson publicou em seu perfil no Google+. "Geralmente, nós desativamos uma conta se muitos de seus anúncios violam os nossos termos de uso ou diretrizes de publicidade. Infelizmente, não podemos permitir a publicação com violações consideradas abusivas", completou.
A proibição da peça publicitária com o link do Google+ é esperada já que um trecho dos termos de uso do Facebook aponta para uma diretriz de publicidade que permite ao site escolher o que será publicado.
"Podemos nos recusar a exibir anúncios a qualquer momento por qualquer razão, incluindo anúncios que promovam produtos ou serviços concorrentes ou afetem negativamente os nossos negócios ou o nosso relacionamento com os usuários", diz o texto.
Mais uma vez, o Facebook - que já suspendeu aplicações que permitiam "roubar" os contatos de usuários do seu site para o Google+ - mostra sua rivalidade com a nova rede social, que te apenas 10 milhões de usuários.
Atualmente, o Facebook tem mais de 750 mil inscritos. 

Fonte: OGLOBO

Abraços,

Ricardo Aguero

Apple libera app do G+ ao iPHONE


Demorou, mas a Apple liberou o aplicativo do Google+ para iPhone. Vic Gundotra, engenheiro da Google, anunciou em seu perfil no Google+ que a versão para iOS da rede social já foi aprovada. O Google+ para iPhone tem visual semelhante ao software para Android, com recursos de check-in e notificações. Com abas para o Circles, Stream e Huddle, o aplicativo também não traz a função de chat em vídeo - o famoso Hangout - como no sistema operacional móvel da Google.
"O aplicativo deve estar no ar ao longo das próximas horas", escreveu Gundotra, replicando notificação da Apple. O executivo pediu ainda que os seguidores compartilhassem a notícia com amigos que fossem usuários de iOS.
O software já está no ar e pode ser baixado gratuitamente na App Store .
Assim como o aplicativo para Android, ele está disponível apenas em inglês.
Compatível com aparelhos iPhone 3G, iPhone 3GS e iPhone 4, com iOS 3.1 ou superiores. Não há versão exclusiva para iPad.

Fonte: OGLOBO

Abraços,

Ricardo Aguero
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Info Resgate Headline Animator

Ocorreu um erro neste gadget