Nos acompanhe - Assine o nosso feed e a nossa newsletter

Gostou da INFORESGATE? Nos Acompanhe - Assine o nosso FEED RSS ou a nossa newsletter! E fique sempre informado! :)

Assinar o feed

sábado, 1 de outubro de 2011

Pagamento via celular, é com o Google WALLET

Reprodução
Google Wallet
A redação do site Mashable teve acesso ao Google Wallet e postou suas impressões sobre o serviço. Esse é o novo software do Google, lançado na segunda-feira (19/9), que vai permitir que os usuários façam pagamentos através do celular. A pessoa aproxima o aparelho das máquinas que identificam o sinal para que a transação seja realizada. Por enquanto, o aplicativo só é compatível com o celular Nexus S 4G, com sistema Android e NFC (near field communication). Citibank, Mastercard e Sprint são as primeiras parceiras, mas clientes de outros bancos ou empresas podem fazer um pré-pago e utilizar os créditos. Além disso, a empresa dá a opção de um cartão pré-pago do próprio Google para as pessoas que não possuem nenhuma das bandeiras aceitas. No entanto, o Google disse que o NFC já está licenciado para outras operadoras de cartões de crédito, como American Express, Visa e Discover. Isso significa que novas versões do Google Wallet também devem contemplar essas outras bandeiras.

Pagamentos Para quem nunca usou dispositivos com tecnologia NFC pode demorar um pouco para se acostumar, afirmou o site. Porém, os pagamentos usando o Citi-Mastercard funcionaram perfeitamente com o sistema. O maior problema, segundo o site, foi o cartão pré-pago do Google. De acordo com o repórter, foi bastante complexo conseguir finalizar a compra. "Não vale a pena o aborrecimento [com o cartão pré-pago do Google], a menos que eu saiba o que gostaria de comprar com antecedência", disse.

Segurança No ano passado, diversos especialistas discutiram sobre detalhes por trás dos sistemas NFC, mas, aparentemente, o Google criou seu próprio método para tornar as transações mais seguras. Segundo a publicação, a maneira como o Google Wallet está configurado permite que o aplicativo só seja usado com o aparelho ligado e com a tela desbloqueada. E, se a pessoa não usou a carteira em um determinado período, ela pode ser solicitada a digitar um código de desbloqueio antes de usar o app.

Privacidade Ao usar o software, o Google vai saber tudo o que eu compro? De acordo com o site, a princípio, não. A empresa está registrando as transações no celular, mas o valor e local da compra só são visualizados pelo usuário. Na prática, isso significa que se a pessoa acessar o histórico do Google Wallet, ela só verá a data, o valor e a localização aproximada. Outro detalhe é que os recibos continuam sendo impressos e isso pode soar contraditório, já que o objetivo do app é eliminar papeis e qualquer objeto físico.

Ofertas Para o site, a maior oportunidade, no momento, é o Google Offers. O serviço oferece uma ótima maneira de buscar promoções e ofertas. É possível juntar as ofertas digitalmente e, então, mostrar os cupons nos estabelecimentos, sejam eles habilitados com NFC ou não.

Single Tap De acordo com o site, o método de "tocar e pagar" é bom, mas o recurso do Google Wallet que tem maior potencial é o que a empresa está chamando de "Single Tap" (algo como "único toque" em português). A ferramenta em questão, segundo o site, permite que os usuários combinem cupons, cartões de fidelidade e formas de pagamentos com um único toque.

O novo projeto do Google promete ser revolucionário. O objetivo do Google Wallet é acabar com sua carteira cheia de cartões, recibos e dinheiro de papel.
O APP substitui todas essas funções de uma maneira muito prática e tem grandes chances mudar nossas vidas, de novo. Basta abrir o aplicativo, escolher o tipo de pagamento e aproximar o celular do dispositivo de pagamento, parecido com a máquinas de crédito e débito, mas com leitores NFC.
O sucesso do projeto depende apenas da distribuição das máquinas leitoras, na maioria dos estabelecimentos comerciais, mas falando em Google, não podemos duvidar de nada.
Para quem se interessou em ver o Google Wallet em ação, assista ao vídeo abaixo, produzido pelo próprio Google.
Abraços,
Ricardo Aguero

Popularização do QR CODE?

Galera, parece que o QR Code começou a se popularizar. Falei sobre ele a algum tempo atrás, sobre o que seria e como funciona. O Banco do Brasil já começou a adotar o mesmo em seus boletos para agilizar o pagamento de suas contas até pelo celular (vou falar sobre isso mais a frente). Como não poderia deixar de ser os celulares estão cheio de aplicativos aos montes para várias plataformas que lêm o QR Code e inclusive o código de barras, pois é, quem possui os novovs smarthphones não precisa necessariamente ir atrás daquelas maquininhas que ficam em algum lugar isolado no mercado para verificar o preço do produto, agora basta colocar o seu smarthphone de frente pro código de barras ou do QR Code e seu aparelho lhe mostrará o preço ( no caso do código de barras) além de outras informações como data de fabricação, validade, lote, empresa, entre outros...(no caso do QR Code). Nem preciso falar a vantagem do QR Code sobre o código de barras, além de fácil implementação ele agrega muito mais informações do que apenas o preço.

Phone images 
Há vários aplicativos para ler o QR CODE, você tem de escolher aquele em que melhor se adapte a interface do mesmo. Um aplicativo, QR CODE, que indico para usar em seu smarthphone é o Red Laser, app que tem mais de 15 milhões de downloads, possui ótimos reviews e nunca me deixou na mão (uso há bastante tempo). O Red Laser tem interface limpa e super prática, além da capacidade de leitura rápida de QR Code e de código de barras. Para download clique no ícone do seu sistema operacional. E uma dica, no site RedLaser.com você pode gerar seu próprio QR Code. Funciona tanto em iOS como no Android.
Icone Android Icone iOS
Phone images
 Vejam o Red Laser em ação:

Fonte: RedLaser

Abraços,

Ricardo Aguero
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Info Resgate Headline Animator

Ocorreu um erro neste gadget