Nos acompanhe - Assine o nosso feed e a nossa newsletter

Gostou da INFORESGATE? Nos Acompanhe - Assine o nosso FEED RSS ou a nossa newsletter! E fique sempre informado! :)

Assinar o feed

sábado, 16 de julho de 2011

Parabéns...30 anos de DONKEY KONG

Como aqui eu falei do aniversário do SONIC...tenho de falar também do niver do Donkey Kong, quem tem mais de 30 e jogou o antigo atari, tem saudades...eu tenho!!!

30 anos atrás a Nintendo lançava Donkey Kong nos arcades nos EUA. O jogo vendeu dezenas de milhares de unidades, se tornou uma febre mundial e mudou o destino da filial norte-americana da empresa, abrindo o caminho para seu futuro sucesso no mundo dos consoles domésticos. Sem Donkey Kong não teríamos Mario (o herói no jogo), e sem Mario é difícil imaginar como seriam os videogames hoje. Isto torna o jogo simplesmente o título mais importante já lançado pela Nintendo, e talvez um dos mais importantes na história dos videogames.
Portanto, vamos celebrar relembrando um punhado de coisas estranhas e interessantes sobre este jogo tão amado e seus personagens. Feliz aniversário, Donkey Kong! Feliz aniversário, Mario!
No mundo dos esportes: muito antes do Game Boy, a Nintendo lançou uma série de jogos portáteis chamada Game & Watch. Cada aparelho só podia rodar um jogo, com gráficos em preto e branco pré-impressos em uma tela LCD que também servia como relógio (daí o nome). A empresa criou vários jogos nesta série, e o improvável “Donkey Kong Hockey” (1984) é um deles.
dk30_hockey.jpg
Donkey Kong Hockey, para o "Micro vs. System"

Neste jogo, lançado para o “Micro VS System”, Mario e Donkey Kong se enfrentam em uma partida do esporte favorito dos canadenses. Cada jogador usava um pequeno joystick circular, que ficava armazenado na base do aparelho quando não estava em uso.
A ligação com Popeye: poucos sabem disso mas Mario, Donkey Kong e Pauline (a “princesa” que tem que ser resgatada) eram originalmente Popeye, Brutus e Olívia Palito. No início da década de 80 a Nintendo produzia produtos licenciados com os personagens, como baralhos e um Game & Watch, então Shigeru Miyamoto pediu para criar um jogo de arcade.
Mas em algum ponto durante o processo de desenvolvimento o acordo de licenciamento expirou, e Miyamoto teve que criar novos personagens que pudessem ser usados no mesmo tema: um vilão sequestra uma mocinha, resgatada por um herói que tem que desviar de objetos jogados contra ele. E no final das contas a Nintendo lançou um jogo com Popeye, embora completamente diferente, em 1982.
Mario, Deus nórdico do trovão: nos dias em que a resolução de imagem dos videogames era baixa, os ilustradores responsáveis pelas caixas dos jogos tinham de lutar para retratar de forma atraente as situações absurdas em que os personagens se encontravam. Isto resultou em uma enorme quantidade de capas incrivelmente estranhas na década de 80, e a versão de Donkey Kong para o Intellivision, da Mattel (1982) não é exceção.

dk30_norse.jpg
Mario anda levando a academia a sério!

Aqui vemos um Mario, tão musculoso quanto o He-Man e sem chapéu, segurando o que parece ser Mjolnir, o martelo mágico de Thor. Já Donkey Kong é um monstro terrível que aprisionou Pauline em uma gaiola. Temos certeza de que, em algum lugar do Japão, Miyamoto está morrendo de rir.
Mais realismo: em 2010 um artista chamado Fugazi criou este conjunto de bonecos dos personagens de Donkey Kong modificando bonecos já existentes da série Marvel Legends. O kit, uma criação única, foi depois vendido no eBay. A obra de Fugazi nos faz imaginar como Donkey Kong seria se tivesse sido criado por uma empresa norte-americana de games, como a Rockstar, em 2010 em vez de pela Nintendo em 1981.

dk30_acao.jpg
Bonecos feitos à mão foram revendidos no eBay

A verdadeira sequência de Donkey Kong: no início de seu envolvimento no mercado de videogames a Nintendo terceirizava o desenvolvimento de seus jogos. Embora Shigeru Miyamoto e Gunpei Yokoi (que mais tarde criaria o Game Boy) tenham projetado Donkey Kong, o trabalho de programação foi feito por uma empresa chamada Ikegami Tsushinki. Nesta época as questões relativas aos direitos autorais de software não estavam bem definidas no Japão, o que levou a um desentendimento entre as duas empresas pouco tempo depois.

dk30_sequencia.jpg
Congo Bongo ou "Donkey Kong 2"?

A Ikegami também desenvolvia jogos para outras empresas, e começou a trabalhar para a Sega. Em 1983 a empresa lançou Congo Bongo, visto por muitos como uma “cópia” de Donkey Kong, mas que agora sabemos ter sido desenvolvido pela mesma equipe.
Kong em quatro rodas: em 2007 a Nintendo encomendou um Monster Truck tendo Donkey Kong como tema para promover o jogo de corrida Donkey Kong: Barrel Blast para o Wii. O caminhão era pilotado por Frank Krml, que usava uma fantasia do personagem, e participou da Monster Jam Truck Tour por várias cidades nos EUA em Dezembro daquele ano.

dk30_monster-truck.jpg
Será que é movido a óleo de banana?

James Bond contra Donkey Kong: ao bolar os anúncios para as versões domésticas de Donkey Kong que seriam veiculados na França e Itália, a CBS Video imaginou Mario como uma espécie de agente secreto subindo uma escada em espiral enquanto desvia de gigantescos barris de vinho, arremessados por um Donkey Kong do tamanho de King Kong. E enquanto isso a pobre Pauline se equilibra na sacada de um arranha-céu. Francamente: como diabos Mario vai tirar ela de lá?

dk30_james-bond.jpg
Com uma cara feia dessas, o gorila nem precisava ser gigante pra meter medo

DK entra para o circo: outro jogo da família Game & Watch, desta vez um modelo avançado com tela a cores da série “Panorama Screen”. Em “Donkey Kong Circus” (1984) o gorila deve evitar que os abacaxis caiam enquanto se equilibra em um barril. Enquanto isso, como um bom herói, Mario fica rindo ao lado do picadeiro.
A tela colorida era resultado de uma combinação de luz ambiente, que entra por trás de uma tela retrátil, um LCD que é normalmente opaco mas fica transparente quando recebe energia e uma película plástica colorida que contém os gráficos.
O resultado era bastante impressionante para a época, ainda mais considerando que o primeiro console portátil com uma tela LCD realmente a cores (o Lynx, da Atari) só chegaria ao mercado cinco anos depois. Atualmente, Donkey Kong Circus pode ser jogado em um simulador gratuito desenvolvido por “MADrigal”.
Viajando na maionese: desde a época do Atari várias empresas tem como negócio a produção e venda de cópias piratas de jogos. Aqui vemos um cartucho pirata de Donkey Kong para o Atari 2600 lançado em Taiwan. A ilustração nos dá uma boa idéia do que Mario vê quando exagera nos cogumelos!

dk30_acido.jpg
Poderia se chamar "O palhaço Pipoca contra os unicórnios-piranha do espaço"

Estrela de TV: depois de um incrível sucesso nos arcades, Donkey Kong virou parte do programa de TV “Saturday Supercade”, com desenhos animados baseados em games de sucesso na época, que foi ao ar na rede CBS entre 1983 e 1985. Na história Mario é o dono de um circo e Pauline é sua assistente, responsável pelo treinamento dos animais. Donkey Kong, a estrela do circo, escapa constantemente, e cada episódio mostra as tentativas de Mario e Pauline de recapturá-lo.

dk30_tv.jpg

Soupy Sales, um apresentador de programas infantis muito famoso nos EUA, fazia a voz de Donkey Kong, e Peter Cullen (que mais tarde dublaria Optimus Prime na versão original de Transformers) emprestou sua voz a Mario. A série é famosa por ter sido a primeira vez em que Mario apareceu em um desenho animado na TV.
Nascem duas lendas: a Nintendo publicou recentemente, em um livreto distribuído a funcionários, rascunhos de personagens de Donkey Kong feitos por Shigeru Miyamoto durante a produção do jogo. Na época Miyamoto desenhava todos os “sprites” à mão, e estes desenhos são parte do processo.

dk30_rascunhos.jpg
Mario e DK nasceram em um modesto bloquinho de papel

Diversão Matinal: a Ralston Purina lançou na década de 80 vários cereais matinais com personagens licenciados dos videogames, entre eles Pac-Man e Donkey Kong. Me lembro que o cereal Donkey Kong tinha um gosto muito parecido com o popular Cap’n Crunch, e melhor que o infame Nintendo Cereal System de 1988.

dk30_cereal.jpg
Os cereais tinham forma de "barril"

Abaixo vc vai poder jogar online o clássico DK do atari...

O objetivo do jogo é controlar Mario, tentando resgatar a sua namorada namorada (uma princesa chamada Pauline) raptada pelo macaco Donkey Kong. Em todos os níveis Mario começa piso mais baixo, tendo de chegar ao último piso no topo, mas Donkey foge sempre com a princesa.

Como Jogar:
1º - Dê um Clique no Mário
2º - Use as setas do teclado para mover para esquerda e direita e a barra de espaço para pular os barris...
3º - Salve a Pincesa
Jogo Donkey Kong
  Disponibilizado por: Jogos Online ClickGrátis - Na categoria: Jogos Clássico.




Abraços,
Ricardo Aguero

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Info Resgate Headline Animator

Ocorreu um erro neste gadget