Nos acompanhe - Assine o nosso feed e a nossa newsletter

Gostou da INFORESGATE? Nos Acompanhe - Assine o nosso FEED RSS ou a nossa newsletter! E fique sempre informado! :)

Assinar o feed

domingo, 31 de julho de 2011

Bradesco usa biometria para clientes terem acesso aos caixas eletrônico

Correntistas passarão a ser reconhecidos apenas pelas veias da palma da mão. Banco está estimulando todos os clientes a se cadastrarem no sistema.


 Clientes do Bradesco poderão utilizar o sistema biométrico de leitura da palma da mão como única senha de acesso durante as transações bancárias em toda a rede de autoatendimento Bradesco Dia e Noite. Segundo a instituição financeira, a medida tem o objetivo de facilitar o acesso aos caixas eletrônicos, aliando segurança e praticidade.
Ainda de acordo com o Bradesco, o uso exclusivo da biometria como única senha é uma opção que o cliente poderá fazer no momento em que for utilizar os terminais, que trarão uma mensagem sobre como aderir ao novo sistema. Os clientes precisam se cadastrar para adoção da tecnologia.
Hoje, mais de cinco milhões de clientes do Bradesco utilizam a leitura biométrica para efetuar suas transações, mas ainda era necessário digitar a senha de seis números, que agora não precisará mais ser utilizada. A tecnologia que reconhece os correntistas está instalada em todas as 3.672 agências do banco e nos pontos externos da rede de autoatendimento Bradesco Dia e Noite, em todo o País.

Palma da mão

A biometria é considerada uma das mais avançadas tecnologias de segurança mundial e no caso dos equipamentos do Bradesco o recurso utilizado é a leitura das veias da palma da mão do cliente. O sistema funciona como um scanner que captura a imagem do padrão vascular da palma da mão. O Bradesco foi pioneiro no Brasil no uso dessa tecnologia e passa a ser também a única Instituição Financeira a dispensar a senha numérica como forma de autenticação nas máquinas de autoatendimento.
Outros bancos estão avaliando o uso da biometria em suas transações. Há um comitê na Federação Brasileira de Bancos (Febraban), que vem há anos discutindo o assunto, mas ainda não há um consenso sobre a tecnologia mais adequada por causa dos custos, segurança e aceitação dos clientes.

Fonte: Computerworld

Abraços,

Ricardo Aguero

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Info Resgate Headline Animator

Ocorreu um erro neste gadget