Nos acompanhe - Assine o nosso feed e a nossa newsletter

Gostou da INFORESGATE? Nos Acompanhe - Assine o nosso FEED RSS ou a nossa newsletter! E fique sempre informado! :)

Assinar o feed

terça-feira, 26 de julho de 2011

Encontre o seu próximo emprego pelo Facebook

Tenho uma amiga que está procurando um emprego, e comecei a receber muitos convites no meu facebook, de uns tempos para cá, sobre um tal de "BranchOut". Não dei muita importância no início imaginando ser mais um daqueles típicos jogos que não sei porquê o pessoal insiste em me enviar mesmo eu dizendo que não quero receber esse tipo de convite. Voltando ao Branchout, sai "googleando" por ae, para saber um pouco mais sobre essa nova parceria do face. E pelo que entendi ele é uma rede social profissional dentro do Facebook, isso mesmo que você leu, seria uma rede dentro de uma rede. Uma espécide LikedIn mas totalmente integrado ao Facebook.


Para quem usa o Facebook no Brasil – quase 20 milhões de pessoas –, foi difícil ler a timeline ultimamente sem esbarrar com algum amigo usando o aplicativo BranchOut. É um aplicativo para Facebook, mas longe de parecer algum daqueles irritantes joguinhos que enchem você com vaquinhas achadas no pasto e assassinatos de grupos mafiosos. Serve, na verdade, para concentrar os dados de sua vida profissional, procurar empregos ou oferecer vagas abertas em sua empresa. É como um LinkedIn, só que dentro do Facebook, onde já estão todos os seus amigos.

Nos Estados Unidos, o BranchOut já é usado por grandes empresas para oferecer empregos e contratar. O serviço se popularizou por lá no começo do ano, e já tem 3 milhões de ofertas de emprego e 20 mil de estágio. Desde setembro do ano passado, a empresa que criou o aplicativo conseguiu captar quase US$ 25 milhões em investimentos.

De forma simples, é um lugar onde você pode postar vagas de emprego ou se candidatar a vagas postadas pelos outros. Seria apenas mais um entre muitos nesse perfil, mas a ligação com o Facebook muda tudo. O grande diferencial do BranchOut é aumentar suas chances de conseguir um emprego na empresa de seus sonhos usando o poder de suas amizades. Ou seja, é a otimização do famoso “Q.I.”, ou “Quem Indica”.

Por melhor profissional que você seja, é sempre mais fácil conseguir um emprego se alguém o indica. Ou, pelo menos, é bom saber que tem alguém que está ou já esteve dentro daquela empresa para dizer coisas boas sobre você. Se você quer oferecer um emprego em vez de se candidatar a um, também tem a vantagem de escutar o amigo que o conecta ao candidato, já que esse contato pode falar mal também.


O primeiro passo no BranchOut é permitir que o aplicativo tenha acesso a seus dados. Para isso, procure BranchOut na busca do Facebook. Uma vez dentro, você vai preencher os dados como se estivesse escrevendo o seu currículo. Se você já tem uma conta no LinkedIn, a rede social para profissionais, pode poupar tempo importando seus dados de lá, e corrigindo alguns detalhes.

Quando suas informações profissionais (lugares onde trabalhou, principais interesses etc.) estiverem em dia, você já pode procurar emprego usando o poder de suas amizades. Ou oferecer vagas.

Para explicar melhor, um exemplo fictício. João é amigo de Maria no Facebook, e os dois são engenheiros. João está querendo mudar de emprego e descobre que Maria está trabalhando na empresa X, que ele adora, e que um amigo de Maria, Carlos, postou uma vaga no BranchOut que seria perfeita para ele.

João encontrou essa vaga quando clicou na opção “Friends Job’s”, ou “Vagas dos amigos”. Quando você clica, ele procura as vagas postadas por seus amigos e pelos amigos de seus amigos. Ou seja, João viu as características da vaga e, logo ao lado, o seguinte aviso em inglês: “Vaga postada dia 10 de outubro, às 22 horas, pelo amigo de Maria, Carlos”, com a foto dos dois.

Se João se candidatar a essa vaga, Carlos, que ofereceu o emprego, vai saber que ele é amigo de Maria, e poderá pedir as credenciais de João a ela. João, o candidato, pode tentar conseguir uma indicação positiva de Maria, e melhorar suas chances.

Se você não quer usar suas amizades para conseguir empregos, pode fazer uma busca simples (por empresas, por palavras-chave e até por cidade), e encontrar vagas que nada tem a ver com seus contatos. No Brasil, a maioria delas leva a links externos, e você terá que preencher todos os seus dados para se candidatar. Mas nos Estados Unidos já é possível se candidatar diretamente no Facebook. Você clica um botão e todos os seus dados cadastrados no BranchOut seguem direto para a empresa que ofereceu a vaga.

  
CONTRATA-SE Busca por vagas na Construção Civil, em São Paulo, retornou mais de mil resultados.
Outra boa forma de melhorar suas chances de emprego no BranchOut são as recomendações. Você pode dar um depoimento curto sobre qualquer um de seus amigos, e eles podem fazer o mesmo por você. O curioso é que você pode pedir uma recomendação, e não precisa ficar esperando que seus amigos tenham a bondade. Um ex-chefe, por exemplo, com quem você deixou boa impressão e é seu amigo no Facebook, pode dar um bom depoimento.

Dentro do BranchOut, você também pode receber ou dar distinções, espécies de condecorações. Você é rankeado de acordo com elas, e quanto mais conexões você tiver – com pessoas e com empresas –, mais importante fica na lista de pessoas influentes. Isso é um incentivo que o BranchOut dá para que você chame mais gente para o aplicativo, e não tem muito valor prático, a não ser o óbvio, de estar conectado a um número cada vez maior de pessoas e empresas. É possível convidar seus amigos do Facebook, claro, mas também do Twitter, dos emails Gmail, Hotmail e Yahoo e também manualmente, um por um, digitando o endereço eletrônico deles.

Badges: Todos Quer!

Há sempre um grupo interessado em caçar troféus, selos, badges ou qualquer outra coisa colecionável que mostre que aquela pessoa é um hard user de um site, ferramenta ou aplicativo. São os BADGES.
Os espertos do BranchOut sabem disso e colocaram o sistema dentro de sua rede. E, pra variar (já está ficando repetitivo), cada conquista pode ser divulgada em seu Mural:
Badges para que te quero

A interação é tão forte, todas com possibilidade de divulgação, que você pode selecionar um dos diversos badges disponíveis para presentear um amigo. Também é possível fazer um pedido de badge para sua lista, publicando no mural, para ganhar mais itens de coleção. Uma brincadeira simples, viciante para muitos, mas que gera uma baita exposição de marca.

Muitos badges para presentear
Podem me presentear com esse de copywriter all-star, obrigado!

Concorrente ou Não?

É difícil fazer qualquer comparativo entre LinkedIn e BranchOut nesta altura do campeonato. Pouco se pode fazer dentro deste app que estamos comentando na coluna, enquanto o outro é uma poderosa ferramenta empresarial, que envolve interações sociais dentro e fora do próprio Facebook.
O crescimento do BranchOut é notório e merece a menção, mas não podemos esquecer do tamanho do LinkedIn atualmente, especialmente pelos dados recentes de crescimento, que apontam aumento de um milhão de usuários por semana (de acordo com Rand Fishkin, do SEOmoz).
Os badges e a ligação indireta com outros perfis são pontos positivos do BranchOut, além da rápida divulgação de oportunidades de trabalho. Também vale ressaltar o fato de termos uma rede “empresarial” dentro do Facebook, que segue firme na sua tentativa de dominar tudo fazendo com que os mais variados serviços estejam dentro dele. Ou seja, quanto menos um usuário sair do Facebook para interagir, melhor.
É bom ficar ligado também nesta repetitiva situação de posts no Mural, como reforcei em diversos parênteses aqui no artigo. Spamar a página de alguém não é lá uma atitude muito bacana, que pode gerar o bloqueio das atualizações do aplicativo.
Acredito que o hype do BranchOut passe em um curto prazo. Como vemos na Internet brasileira, muita coisa é feita no embalo de outros, sem muito conhecimento ou pausa para se informar melhor do que se trata. Mesmo assim, vale o registro e a dica de ficarmos de olho para ver se esta ferramenta ganhará força.
Seria interessante vermos, em breve, cases de oportunidades de trabalho ou histórias de “consegui meu emprego pelo Facebook”, vou passar esse artigo para minha amiga e ver se ela vai se interessar, afinal sempre estamos precisando evoluir e usar a rede social a nosso favor. É esperar para ver.

Um abraço e até a próxima!

Para entender melhor a ferramenta, preparamos um vídeo explicativo. Você já está no BranchOut? O que achou da ferramenta?

Abraços,

Ricardo Aguero

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Info Resgate Headline Animator

Ocorreu um erro neste gadget