Nos acompanhe - Assine o nosso feed e a nossa newsletter

Gostou da INFORESGATE? Nos Acompanhe - Assine o nosso FEED RSS ou a nossa newsletter! E fique sempre informado! :)

Assinar o feed

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Tecnologia e a Camisinha

Pois é, vou comentar sobre um fato que muito jovens (meninos e meninas), marmanjos (homens e mulheres) e senhores da "melhor idade" (vovôs e vovós), torcem o nariz ao falar disso. Vamos falar da "camisa de vênus" mais conhecida como camisinha e como ela evoluiu com o tempo conforme a tecnologia avançava. 


O nascimento da camisinha não foi muito nobre...rs...Ao contrário do que a maioria das pessoas imaginam, a camisinha é uma invenção bastante antiga. Na Ásia usava-se um envoltório de papel de seda untado com óleo. No Antigo Egito os egípcios já usavam ancestrais de camisinhas não como anticoncepcionais, mas como proteção contra picadas de insetos (durante as caçadas, não no sexo). Elas eram feitas de tecido ou outros materiais porosos pouco eficazes como métodos anticoncepcionais. 


Em 1300 a.C. os egípcios utilizavam um envoltório sobre o pênis feito de linho, pele e materiais vegetais.
No século II a.C., os romanos começaram a utilizar estes envoltórios produzidos a partir de intestinos de cordeiro e bexigas de cabra para se protegerem de doenças sexualmente transmissíveis. Os romanos acreditavam que tais doenças eram castigos lançados por Vênus, a deusa do amor, que posteriormente teve seu nome dado a essas doenças e hoje conhecemos por “doenças venéreas”.
A primeira evidência na Europa Ocidental, apareceu nas paredes da caverna de Combarelles, em França, entre 200 e 100 a.C.


Mas, durante a Idade Média, com a disseminação de doenças venéreas na Europa se fazia necessário a invenção de um método mais eficaz. Em 1564, o anatomista e cirurgião Gabrielle Fallopio confeccionou um forro de linho do tamanho do pênis e embebido em ervas. Mais adiante, estes preservativos passaram a ser embebidos em soluções químicas (pretensamente espermicidas) e depois secados.


Foi só no século XVII, que a camisinha ganhou um "toque de classe". O Dr. Quondam, alarmado com o número de filhos ilegítimos do rei Carlos II da Inglaterra (1630-1685), criou um protetor feito com tripa de animais. O ajuste da extremidade aberta era feito com um laço, o que, obviamente, não era muito cômodo, mas o dispositivo fez tanto sucesso que há quem diga que o nome em inglês (condom) seria uma homenagem ao médico. Outros registros indicam que o nome parece vir mesmo do latim "condus" (receptáculo). O condom era feito de intestino de cordeiro e lubrificado com óleo de amêndoas. Em 1700, começaram a produzir este envoltório com intestino de peixe, carneiro e outros animais com o intuito de deixá-las mais finas e menos incômodas. 




No início do século XVIII, Londres funda a primeira loja de preservativos. Estas eram feitas de intestino de carneiro ou cordeiro com aromatizantes florais e sob encomenda.A "camisinha-tripa" seguiu sendo usada, até 1839, quando Charles Goodyear descobriu o processo de vulcanização da borracha, fazendo-a flexível a temperatura ambiente. Mas não se anime que a higiene absoluta ainda não nasceu. Em 1843, os preservativos começaram a ser fabricados com borracha pela Hancock e Goodyear. Nesta época, os preservativos de borracha eram grossos, pouco aderentes, irregulares e caros e por isto lavados e reutilizados diversas vezes. As camisinhas de látex só surgiram em 1880 e daí evoluíram à medida que novos materiais foram desenvolvidos, adicionando novas formas, melhorando a confiabilidade e durabilidade. Em 1960, deixa de ser utilizada por causa da invenção da pílula anticoncepcional. Até que na década de 90 inventou-se o látex que deu ao preservativo um aspecto mais fino e confortável e retorna com força, por causa da grande epidemia de AIDS.


"...Pela primeira vez na história, um Papa admitiu o uso do preservativo para casos envolvendo prostituição num livro em que concede uma entrevista para um repórter alemão. O Papa Bento XVI flexibilizou a camisinha para casos de prostituição como um "recurso derradeiro", e, "de forma nenhuma", isso seria um marco para a mudança nas concepções sobre o recurso para contracepção e prevenção de doenças sexualmente transmissíveis. 
(Fonte Terra)..."
Hoje você encontra camisinha das mais variadas marcas, tamanhos e sabores. Mais recentemente, para estimular o pessoal a adotar a camisinha (pois parece que o pessoal está esquecendo e adora "pegar doenças"), foi inventado a CAMISINHA VIAGRA...ainda está em testes, mas pelo testes pode vir a ser comercializado em pouco tempo...rs...essa notícia foi passada pelo site GIZMODO, mais informações sobre a camisinha viagra clique aqui.


Para saber mais:



CQC

Arte & Manhas

GIZMODO

Mundo Estranho - Como é feita a camisinha?



Como sempre, um vídeo para melhor entendimento do assunto:



Vídeo sobre a evolução da camisinha na história e as melhores campanhas para uso do preservativo
Abraços,



Ricardo Aguero

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Info Resgate Headline Animator

Ocorreu um erro neste gadget